TRAMADO PELA SANTO FIO. TECIDO POR MIM.

Nas metrópoles aceleradas onde a falta de tempo traduz-se em pressa, na massificação do gosto e na adoção da receita pronta, muitas vezes esquecemos de prestar atenção em nós mesmos. Aprender algo novo ou valorizar aquilo que já sabemos. Compartilhar a experiência com o outro. Crescer e expandir. Por que não as artes manuais?

De tradição milenar e intercultural, o bordado, o crochê e o tricô promoveram em diferentes sociedades a criação de desenhos, técnicas e a produção de artefatos para os mais variados fins. Mais que isso: uniu mulheres e homens e até crianças que tramaram a própria existência. Algumas vezes, realizado e dominado pelas camadas populares, mas consumidos pelas elites, também produziu diferenças e preconceitos.

Estiveram presentes em nossa cultura pelo menos desde a chegada dos colonizadores. Ainda que há quem diga que houve mestiçagem entre as técnicas do trançar, presentes nas culturas indígenas e africanas aqui presentes. São artes manuais que se renovam o tempo todo, seja pela técnica, pelos materiais ou pelas próprias práticas.

Apesar do encantamento que provoca uma peça de vestir ou adornar, tememos não ser capazes de segurar uma agulha ou desenovelar os fios. Sentimos insegurança, fragilidade e principalmente falta de paciência. É preciso insistir.

Passado esse primeiro temor, logo vem o segundo. Onde eu posso aprender? Muitos de nós, não nos sentimos à vontade em frequentar um Bazar ou Armarinho, enfrentar aqueles ambientes sombrios, muitas vezes, improvisados, povoados por dominadores de técnicas que nem sempre poderão nos ensinar aquilo que realmente gostaríamos de aprender a fazer. Como investir na minha autonomia?

SANTO FIO LAB é uma organização que trata essa temática através da criação de KITS DE RECEITAS DE CRIAÇÃO COM FIOS. Por meio de um sistema ético e democrático de idealização e produção, desenvolve e implementa modelos de aprendizagem para a manufatura de peças de vestir e decorar em bordado, crochê e tricô.

WhatsApp Image 2019-04-24 at 20.26.18.jp
 

MANIFESTO

VALORIZA O PATRIMÔNIO ARTESANAL, ao considerar os saberes das artes manuais e sua notação tradicional, ao mesmo tempo em que atualiza esse conhecimento por meio de múltiplas e novas linguagens, traduzidas em conteúdos que ampliam o repertório cultural e histórico do aprendiz.

OFERECE DIVERSIDADE DE MATÉRIA PRIMA, ao promover diferentes produtores de fios, dos pequenos e médios aos grandes, locais ou estrangeiros e assim democratizando a distribuição e incentivando consumo de produtos têxteis variados (do massivo ao alternativo) que primem pela qualidade.

INVESTE NA IDEIA DE QUE SE PODE BORDAR, CROCHETAR E TRICOTAR O ANO TODO, desmistificando a ideia de que a prática não suporta o calor tropical ao dar a conhecer a diversidade dos fios.

ENCANTA E EMPODERA O APRENDIZ ao proporcionar-lhe, através de técnicas e artefatos disponíveis no kit, um ambiente de meditação em que a criatividade e autonomia do “fazer por si mesmo” contribuem para o auto-conhecimento e respeito à diversidade.

LIBERTA O APRENDIZ para vivenciar a experimentação criativa ao proporcionar-lhe ferramentas que geram segurança e permitem o seu bem-estar.

 

INCENTIVA A EXPERIMENTAÇÃO COLETIVA, tornando possível a integração entre os consumidores dos kits em suas próprias casas, ao motivá-los a trocar experiências e promover encontros que resgatem os momentos de pausa, cumplicidade e harmonia entre comunidades de aprendizagem, afinal todos podem aprender juntos.